20 de jul de 2009

O Homem ideal e a garota com esperanças perdidas.

muitas mulheres tem um visão clara e imutável de que todo homem não presta, é um pensamento coletivo, mais do que sabedoria popular, é quase genético. O que cria uma distancia enorme entre dois grupos distintos, o “homem ideal”, indivíduos do sexo masculino que tem como grande desejo, a possibilidade de encontrar um outro alguém para dividir seus anseios e somar sua felicidade a de uma outra pessoa, em busca de uma parceira para a vida. e da “garota com esperanças perdidas”, Individuo do sexo feminino, que possui dificuldade graves traumas com o sexo masculino. Para simplificar chamarei o “homem ideal” de grupo B e “garota com esperanças perdidas” de grupo A. (sim elas merecem ser o A)

Quando questionamos A, à respeito da existência de tipos B ela rapidamente defende-se dizendo que tipos B dizem que apenas Feios são B por falta de opção. ao publico A que esteja lendo o blog, Venho a vocês dizer de forma franca e honesta dizer que vocês estão erradas.

Então rapidamente questionarão: onde eles estão?! e eu os respondo; estão aqui, ali e em todo lugar.

Sabe aquele garoto, que você julga pegador? Mas que possui ao mesmo tempo uma boa índole e você se pergunta, por que ela não poderia ser menos galinha?!

Não me linchem, vou explicar minha opinião.

Esse tipo B muitas vezes buscam com sinceridade, um amor verdadeiro, um alguém que lhe faz sentir borboletas no estômago, assim como um tipo A, mas o que difere é que ele é homem e como tal, está apenas tentando sobreviver. (levando em consideração que viver é amar.)

Mulheres não tomam iniciativa na maioria dos casos, para começar uma relação elas são passivas, a espera do príncipe encantado, já o príncipe, tem que vestir muitos pés para encontrar o encaixe-perfeito o que difere um homem B de um C (cafajeste) é quantas o homem B teve a oportunidade de ta junto e quantas o homem C pegou!

A forma de falar? Parece simples, mas não é, com o tempo a mulher vai aprendendo a ver além de das aparências, podendo ver o interior do homem através de pequenas atitudes... uma dica importante, atos pequenos de cavalheirismo podem ser simulados, por isso não é forma de julgar, mas atos grandes como te socorrer por algum problema serio, está com você num momento difícil, te fazer se sentir especial nos momentos mais vexaminosos... esses atos são os que fazem o homem B ser homem B.

Dica para os Bês! Tentem unir os atos pequenos aos atos grandes... isso vai te fazer para elas, um homem completo.
Ocorreu um erro neste gadget