2 de dez de 2009

Presente.

Hoje eu tive um ótimo dia, enchi o VEM e fui para o banco, malhei pela primeira vez com o extensor que comprei, fora de academia e de casa sem precisar carregar qualquer tipo de peso, enquanto esperava uma fila gigante de banco, o que me lembrou a primeira vez que aproveitei a fila para ganhar tempo para outra coisa, na época, treinava malabares, entretenimento para mim e para os outros caras murchas e abusados que compartilhavam de um mau humor comum em uma fila indiana em busca ou se desfazendo do que os seres humanos mais dão valor.


Enquanto eu... jogava malabares e que hoje malho.

Sabe, as vezes sou tachado como sem noção, as vezes de fato sou (coisa que quero mudar)... mais as vezes, fugir do comum que atrasa, fugir do comum que te prende é uma saída que repercute na evolução, e com o tempo as coisas mudam.

Hoje me foi perguntado no banco por 4 pessoas onde comprei o extensor e se funcionava. Todos interessados pela falta de tempo que tinham para manter-se em forma. Expliquei com vontade e demonstrei os exercícios e o funcionamento do elástico, eles gostaram, e eles vão comprar, principalmente pela mixaria que foi e a utilidade cotidiana que reserva a eles.

Chegando no trabalho, sou surpreendido por um chefe de bom humor mesmo com meu atraso de 2 horas (para um estagio de 4 horas) me dizendo ter feito um ótimo trabalho e me dar uma belíssima noticia de que minha maquina havia recém adquiridas 2 gigas de memória RAM, agora ela tem memória, antes possuía apenas uma vaga lembrança.

Uma cliente chega para correção de um trabalho gráfico, ela sabe que é minha obrigação, mas me trás um chocolate como critério de desculpas, é por isso que gosto de trabalhar com mulheres, elas tem um A+ que homem nenhum consegue simular. Recebo a noticia que meu tablet de tela integrada e tamanho A4 já deve está sendo encaminhado para o correio e que uma amiga de outra área da secretaria havia me procurado.

Vou encontrar ela e recebo outro chocolate de presente. (gente eu amo chocolate, mulheres são telepatas) Ela pergunta o que vou fazer no final de semana e me chama para dançar no sábado, aparentemente ela quer me apresentar para a amiga solteira dela, mas estou fechado a manutenção, vou para dançar, vou para curtir, vou para esquecer o que meus sonhos sempre lembram, o que as horas vagas me relembram e o que eu quero reviver um dia.

E deixo o dia 16 no dia 16, e vou viver o presente mais um pouquinho, por que por enquanto estou feliz... dia 16 eu já não sei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget